fbpx

Principais tipos de financiamento imobiliário, conheça em nosso blog!

financiamento imobiliario
5 minutos para ler

O financiamento imobiliário é uma das opções mais utilizadas atualmente na compra de imóveis. A Caixa Econômica Federal é a instituição brasileira que mais concede empréstimos, e parte dessa popularidade se dá pela oportunidade de parcelar créditos concedidos em até 35 anos.

A linha de crédito baseada nos recursos do FGTS é outro benefício do financiamento, não sendo mais exclusividade da Caixa. Entre as opções disponíveis no mercado, esse financiamento atende famílias que pretendem adquirir imóveis residenciais de até R$ 950.000,00. 

Para ajudar a entender melhor os financiamentos imobiliários, desenvolvemos este post explicando as principais modalidades de subsídio adotadas pelos brasileiros. Confira!

financiamento imobiliario

Sistema Financeiro de Habitação (SFH)

O Sistema Financeiro de Habitação (SFH), é a modalidade que contempla em especial classes de baixa renda. Seus recursos são provenientes de depósitos em poupanças de instituições como Caixa e outros bancos, públicos e privados, que integram o SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo). 

Pode ser realizado somente por pessoas físicas, e é necessário demonstrar a capacidade de pagamento do financiamento, já que o nível de risco de empréstimo é avaliado por agentes financeiros. 

Vantagens e desvantagens

Nesse financiamento imobiliário o tomador tem o conhecimento do quanto irá pagar em juros, sendo 12% ao ano, em seu valor máximo. Além disso, o longo prazo para quitação, de 420 meses, é um grande atrativo. 

Em contrapartida, a desvantagem do sistema é que são exigidas muitas informações pelas instituições bancárias para realizar o cadastro, e não é comum ter mais de 80% do valor financiado.

Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

O SFI envolve todos os outros tipos de financiamento imobiliário que não se encaixam nos pré-requisitos do Sistema de Financiamento de Habitação. Por esse motivo, é a linha de crédito que mais atrai pessoas com alta renda que buscam financiamentos acima do teto permitido pelo SFH, com a possibilidade de arcar com taxas de juros maiores.

Vantagens e desvantagens

 O crédito pode ser realizado por pessoas físicas e jurídicas, e seu lado positivo é que não existem muitas restrições. O tomador do financiamento pode subsidiar além de um imóvel residencial, estabelecimentos empresariais. Sua desvantagem é que os juros são o mais altos da categoria. 

guia completo como comprar um imóvel na praia

Carta de crédito FGTS

Essa carta de crédito permite que o interessado adquira imóveis usados de até R$ 215.000,00, utilizando ou não o FGTS. Aqueles que optarem a utilização do fundo de garantia, terão taxas menores, no entanto, para que seu uso seja possível, a renda necessária deve ser de R$ 7.000,00.

Vantagens e desvantagens

O saldo pode ser usado em compras, abatimento de saldo devedor ou amortização. O FGTS pode ser utilizado também como entrada para casa ou apartamento. No entanto, somente com 3 anos de carteira assinada o tomador pode sacá-lo.

Consórcio

O consórcio imobiliário trata-se de um grupo de pessoas, físicas ou jurídicas, que se unem para formar uma poupança de valor pré-estabelecido, dividido em um número de parcelas mensais por uma administradora responsável por gerenciar o valor. Ao final do consórcio, os participantes recebem uma carta com o valor determinado, que poderia ser usada para a aquisição de um imóvel.

Vantagens e desvantagens

O consórcio é a alternativa ideal pra aqueles com urgência em comprar um imóvel. Além disso, não é necessário valor de entrada, e não há existência de juros. Permite ainda que mesmo estando com crédito negativado, o comprador adquira uma carta, mas é preciso que a restrição esteja regularizada até a contemplação.  

Uma das grandes desvantagens do consórcio é a incerteza, já que a contemplação pode acontecer a qualquer momento do prazo de pagamento, além disso, a possibilidade de falência da administradora da carta é algo para se preocupar. 

Minha Casa Minha Vida

O programa de financiamento imobiliário Minha Casa Minha Vida é um dos programas sociais de mais sucesso utilizados no Brasil, oferecendo diversas alternativas para quem está tentando comprar o primeiro imóvel próprio, e facilitando esse sonho para famílias com rendas de até R$ 7.000,00. 

Vantagens e desvantagens

o programa oferece diversas formas de facilitar o financiamento imobiliário, permitindo que o imóvel seja quitado em até 360 meses, com as menores taxas, bem abaixo dos valores praticados no mercado.

As desvantagens do programa estão relacionadas a famílias com renda de até R$ 1.600,00. Além dos imóveis dessa faixa estarem em sua maioria localizados em regiões periféricas, é obrigatório que o morador se mude para o imóvel em até 30 dias após o fechamento do negócio, sendo proibido vendê-lo ou alugá-lo nos primeiros 10 anos.

Agora que você já conhece os principais tipos de financiamento imobiliário, avalie qual deles é o ideal para seu perfil, faça uma simulação com a instituição financeira, e compre o imóvel dos seus sonhos!

Gostou deste conteúdo? Então, deixe um comentário nos contando qual tipo de financiamento mais combina com seu perfil de comprador!

guia completo como comprar um imóvel na praia
Você também pode gostar

Deixe um comentário